Publicado por: Samuel | Setembro 9, 2007

Leituras XV – Júlio Verne – A Aldeia Aérea

verne_aldeiaaerea.jpg

Júlio Verne tem uma obra que ultrapassa largamente o grupo de romances mais conhecidos pelo público em geral. Do rol das obras menos conhecidas li agora A Aldeia Aérea.

Este livro conta a história de um grupo de exploradores que devido a um ataque de uma manada de elefantes se vê obrigado a fazer o percurso a pé, na selva, até à bacia do Oubanghi onde têm mais hipoteses de ser resgatados. Pelo caminho acabam por se cruzar com um grupo de “seres” que habitam uma aldeia aérea.

Apesar de rico em detalhes geográficos e com a fluidez de escrita habitual em Júlio Verne, percebe-se que este livro não tem o fulgor de outras suas obras parecendo quase que têve de ser acabado à pressa. Havia ainda bastante espaço para a criatividade prodigiosa do autor que não foi aproveitado.

Concluindo, é uma leitura agradável mas seguramente mais aconselhada aos fãs do autor, depois de lidas as obras principais.

Anúncios

Responses

  1. Fico muito contente por ver que este autor ainda continua a ser muito lembrado. Ainda mais quando há uma crítica de uma obra que não se encontra entre mais conhecidas. Aliás, já nem se encontra nas actuais livrarias. Podemos apenas encontrá-la nos alfarrabistas.
    Aproveito para deixar o meu site dedicado ao mestre Verne como também o blog:
    http://www.jverneportugal.no.sapo.pt
    http://www.jverneportugal.blog.pt

  2. Será escusado dizer que fica convidado em participar nas secção “críticas das obras” no blog do autor. Andamos à procura de boas críticas. Se quiser participar esteja à vontade.
    jverne[arroba]portugalmail[ponto]pt

  3. Olá e obrigado pelos comentários!

    Realmente Júlio Verne não é hoje tão lembrado como decerto merece. O facto de muitas vezes os seus livros serem conotados com literatura puramente infantil não terá ajudado (entre outras razões como é claro!). Por outro lado, já lá vai o tempo em que havia uma editora (havia duas, mas só me lembro do nome da Bertrand pois não possuo nenhum exemplar da outra editora) em Portugal a publicar a quase totalidade da sua obra. Como diz, obras como essa de que aqui falo já não existem à venda nas livrarias e só mesmo os alfarrabistas vão permitindo adquiri-las. Bem, a verdade é que o preço também é mais razoável…

    Agradeço os links, que consultarei regularmente, e o convite para submeter críticas das obras de Júlio Verne. Se for caso disso depois direi alguma coisa.

    Abraço,

    Samuel


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias